Exibindo todos 5 resultados

Bicho Brasil

 22.90 PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Pela primeira vez, ao completar 50 anos de carreira, o mais importante fotógrafo de natureza do Brasil reúne em um só livro as suas melhores fotos de animais. Em perigosas madrugadas no Pantanal e na Amazônia, nas noites fechadas das chapadas ou em caminhadas sem trégua pelo sertão, Araquém Alcântara construiu um retrato surpreendente e amoroso da fauna brasileira. Autor de dezenas de títulos, entre eles o best-seller “TerraBrasil”, Araquém conta a história de um país de verdade – sem clichês, sem folclores: “eu quero espalhar belezas. Então escolhi um território e estou nele. E esse território é o Brasil.”

Carnaval e cultura: Poética e técnica no fazer escola de samba

 97.00 PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Rio de Janeiro, desfile das escolas do grupo especial. Quando a sirene toca e o portão se abre, cada agremiação tem 82 minutos para atravessar o Sambódromo. Mas, para os integrantes na avenida, o sonho tornado realidade é ainda mais efêmero: apenas 30 minutos na passarela para que a escola cumpra sem atrasos sua evolução na Marquês de Sapucaí. A diversão é o que iguala a humanidade, afirma o autor. A anônima garota da comunidade transformada em majestosa passista, a dona de casa rodopiando no reverente traje de baiana, a celebridade já famosa na mídia o ano inteiro: ali todos são atores-foliões que, brincando, encenam, sambam e cantam uma história analisada por um rigoroso júri espalhado em cabines. O carnavalesco Milton Cunha registrou os bastidores de vinte anos de seus desfiles, abriu seu baú pessoal e o dos recortes de jornais e concebeu Carnaval é cultura: poética e técnica no fazer escola de samba. Selecionou mais de 500 imagens que, além de captar os momentos de delírio na avenida, revelam o trabalho de dez meses antes nos barracões, nas quadras, nos ensaios: como o desfile do ano seguinte é pensado, planejado e executado, como os materiais são reaproveitados, como a festa gera trabalho e desenvolve artesãos.

Diário de Imagens

 44.00 PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Os diversos escritos que Josely fez existir em sua obra se serviram não dos imperativos e das interdições da língua materna a que somos acostumados, e sim da vocação libertária encontrada numa outra língua que eventualmente aprendemos e falamos. Chegada aos Estados Unidos em 1964, e com a vida logo perpassada pela cumplicidade com a língua espanhola e a maternidade, foi da língua inglesa que se valeu para compor tais escritos de matiz e empenho poéticos, aqui parcialmente reproduzidos. Segundo sua rememoração, importava a liberdade de transformar palavras aprendidas, de inventar novas composições, favorecida pelo distanciamento dos conceitos e da visão de mundo previamente aprendidos em português; liberdade posteriormente transmutada num bilinguismo produtivo, a cuja centralidade em sua trajetória se alude com a sequência pela qual, nesta ordem, os textos de Julia P. Herzberg, Lucy R. Lippard, Katia Canton, Ana Mae Barbosa, Paulo Herkenhoff, Ivo Mesquita e Arlindo Machado se dispuseram: nas páginas ímpares, encontram-se suas versões originais, na língua em que foram escritos; nas pares, suas traduções para o português ou para o inglês.

OLHARES DO BRASIL/INSPIRATIONS FROM BRAZIL

 36.50 PORTES GRÁTIS

SINOPSE

“Olhares do Brasil apresenta uma arquitetura orgânica e tropicalizante, inspirada nas cores e linhas curvas da natureza, bem como nas tradições construtivas indígenas e nos conceitos de sustentabilidade” – ressalta Sonia Fonseca, editora. De fato se trata de uma arquitetura com leveza, identidade e sustentabilidade, como poucas. Os projetos assinados por Mareines e Patalano primam pela leveza do conjunto arquitetônico e pelo despojamento visual sem abrir mão de elementos sensoriais. Seus projetos brincam com a textura de materiais, o jogo entre espaços abertos e fechados, a luz e a sombra, a variação de pés-direitos e a contraposição de larguras.

Nesta obra são apresentados nove projetos residenciais, corporativos, de resorts e museus, nas Américas do Sul e Central, Europa e Oriente Médio dos dois arquitetos brasileiros que introduziram conceitos de criação com leveza de materiais, cujos resultados finais se harmonizam com seu tempo, entorno e habitantes – caracterizando uma arquitetura orgânica como dizia Frank Lloyd Wright.

Território Oscilante

 49.00 PORTES GRÁTIS

SINOPSE

José Bechara é um dos artistas mais talentosos e criativos da arte contemporânea brasileira. No livro ‘Território Oscilante’, o artista apresenta trabalhos de 2010 a 2019, incluindo esculturas, pinturas e desenhos.